A genuína fé – Caio Fabio


A GENUÍNA FÉ

 É um prazer imenso a gente poder estar junto aqui nesse horário, nesse canal com a possibilidade de falar com você. E eu sei que você tá um pouco meio assim cansado de tanta gente vindo à televisão pra falar de Deus. Eu fico até constrangido de que você pense que a gente tá na mesma onda e com a mesma idéia e não tem nada a ver. Aí então você pergunta: Ah então por que você tá aí falando? É por que eu creio de todo o meu coração que a fé vem pelo ouvir, e pelo ouvir a palavra de Deus. É verdade que nem tudo aquilo que se fala em nome de Deus ou em nome da fé do ponto de vista do Evangelho é fé! Nem sempre, as pessoas às vezes estão falando muito de Deus, enchem a boca, Deus sai com uma fartura enorme da boca, fala-se muito em fé,mas do ponto de vista daquilo que o Evangelho chama de fé aquilo ali deveria ser definido como crença ou como qualquer outra coisa, e é alias sobre o significado de fé do ponto de vista do Evangelho é o que eu queria falar com você, e eu queria que você prestasse toda a atenção, me desse esse tempo e disponibilizasse o teu coração, os seus sentidos com a sua melhor boa vontade porque eu tenho a certeza que se você acolher o que vai ser dito com o coração carinhoso alguma coisa muito boa pode iniciar, como uma semente que a gente planta e a ela vai sendo regada e cresce e dá fruto conforme Jesus prometeu, Ele disse que o anúncio da palavra do Evangelho é como uma semente que cai no chão, dependendo da qualidade do chão ela pode produzir fruto ou ela pode simplesmente ser roubada,ou ela pode produzir uma coisa rápida, mas se encontrar dureza por baixo não vai a lugar nenhum, ela pode ser sufocada pela concorrência dos múltiplos interesses,mas se encontrar um chão limpo,úmido com húmus, com boa vontade, com desejo de agasalhar aquela palavra, aí ela produz muito fruto, e é nessa promessa e é nessa certeza espiritual que eu estou falando com você.

Qual o significado da fé? Em Hebreus no capítulo 11 no verso primeiro está dito o seguinte: “Ora, a fé é a certeza das coisas que se esperam, e a firme convicção de fatos que se não vêem.” Essa é uma definição extremamente ampla, o individuo que esteja ensinando a neuroliguistica, por exemplo, pode se apropriar dessa definição e encaixá-la completamente nos seus princípios de positividade no falar, no pensamento, no agir, e não há a menor dúvida de quem quer que olhe pra vida com positividade e que vá em frente com coragem, com determinação, vá conseguir as coisas que botam na cabeça que deseja conseguir, e aí as chances de sucesso são enormes! Mas isso ainda não é fé.

 Fé é algo que é esbanjado em nossa boca sem que a gente tenha consciência do significado do que ela retrata em si. Por exemplo: Existe uma fé instintual, as pessoas podem nascer em qualquer lugar na terra, e uma vez nascido existe uma emulação natural no instinto da vida pra colocar a gente adiante, pra fazer com que as pessoas vivam, há uma pulsão parece que até acompanhado do próprio ato de ser, da vida em si, ela carrega essa obstinação que leva adiante. A gente vê isso nos processos naturais, quando um cataclismo acontece, a gente tem notícias, por exemplo, de quantas vezes a terra já foi destruída no passado por asteróides com explosões de uma magnitude enorme em que aparentemente a vida teria sido destruída, mas ela sempre dá o seu jeito de prosseguir, ela carrega uma obstinação imensa nela mesma, ela se adéqua, ela se adapta, ela se reencontra, ela acha veios novos, ela vai se impondo por que ela carrega dentro de si mesma essa vontade de ser, e nesse sentido todo ser humano só vive porque carrega essa fé instintual e diz que amanhã o dia pode ser melhor, de que a semente plantada pode dar fruto, de que o filho gerado pode nos fazer bem, de que o casamento pode nos alegrar, de que o trabalho pode nos fazer provisão, e a pessoa pode ser até atéia, o que é um a coisa dificílima, a maioria dos que dizem que o são, são apenas da boca pra fora por causa de traumas psicológicos, mas vamos supor que exista essa figura, esse pseudo ser humano, ainda assim esse indivíduo se movimenta a partir de uma pulsão esperançosa que ele não sabe mas que habita ali num resíduo instintual de algo que carrega fé, e que faz parte dessa emulação essencial da vida, mas isso ainda não é a fé que o Evangelho descreve, essa é aquela fé de uma misericórdia enorme de Deus que Ele derrama no coração de todo ser humano senão a vida seria impossível, senão as primeiras ações de lucidez implicariam em suicídio, em desistência, mas ao contrário existe uma pulsão da graça divina animando mesmo o indivíduo mais alienado a continuar,a continuar ele é impulsionado por essa coisa que o habita de modo latente,mas essa como eu disse ainda não é a fé conforme o Evangelho. A gente encontra outras expressões também chamada de fé, por exemplo, a fé em amuletos, eu tenho diante de mim a Bíblia, a Bíblia virou uma amuleto cristão, pra muitos cristãos ela é um amuleto tem gente que se estiver com insônia abre a Bíblia no Salmo 91 e bota do lado da cama do criado mudo assim como se fosse haver uma emanação, uns eflúvios pra fazê-la dormir, se ela estiver se sentindo muito mal muito oprimida ela é capaz de botar a Bíblia até de baixo do travesseiro e dá aquela sensação de que se ela estiver perto do livro sagrado, a Bíblia sagrada alguma coisa de Deus está garantida como se Deus estivesse contido nas páginas do livro, e como se nas páginas do livro em si se guardasse um poder em si,o livro seria um poder em si, isso só pra ilustrar com os cristãos antes de falar com a quantidade enorme de outros amuletos que você conhece muito bem, é o cara que de fato tem uma e que anda com ela pra dar sorte,o outro bota contas no pescoço pra fechar o peito e impedir eflúvios negativos, maus olhados, outros chegam pra fazer um despacho na esquina pra ver se por conta da concentração daquelas oferendas ali daquele ato realizado conforme uma determinada crença uma proteção garantida e nesse bojo aí vem as superstições, o cara que não passa debaixo de escada, o cara que bate três em algum lugar, que isola as malignidades, isso dá uma sensação de que ele se protegeu e aí o elenco desses amuletos é infindável você sabe do que eu estou falando e quais são os seus, eu comecei com a Bíblia apenas pra mostrar que até a Bíblia pode se transformar num amuleto em si, em alguma coisa que acontece extremamente paganizada,uma relação idolátrica com o livro e que o interpreta de modo extremamente pagão. Existem outras manifestações também chamadas de fé, por exemplo: a fé nas pessoas virtuosas que morreram e que a gente chama de os nossos santos. Então o indivíduo tem lá a simpatia dele por um santo, por uma santa e o panteão desses santos tem uma especificidade extraordinária, é aquele que socorre as causas perdidas, tem outro que socorre problemas afetivos e sentimentais, tem um outro que acaba sendo o santo das, dos milagres empresariais, tem um outro que socorre as mulheres viúvas,outro que socorre as que são abandonadas ou deixadas, outro que vem de fato e se carrega pra ele a expectativa de que numa circunstância específica da vida ele é o santo apropriado pra operar um milagre da necessidade conforme a angústia e a carência da pessoa, e aí como eu disse tem uma especificidade enorme de santos nesse panteão de crenças, e há uma quantidade enorme de pessoas que vive em função disso, e alguns tem os seus prediletos mesmo,o indivíduo beija aquilo ali, tava vendo a apuração do carnaval e o cara ali com o santinho dele na frente dele, cada voto que saía pra escola dele ele dava um beijo gostoso no santo e dava aquela torcida e tal, ele chama aquilo de fé! E de fato ele projetou a esperança dele pra aquele objeto, supostamente se conecta a um poder superior e que em sendo ativado por essa crença vai simpatizar com a causa di indivíduo e vai se solidarizar com ele, muita gente chama isso de fé,mas ainda não é a fé conforme o Evangelho. Existem também aqueles que dizem que tem fé em Deus, mas ainda não é a fé em Deus conforme o Evangelho, que fé em Deus é essa que é supostamente em Deus, mas que não é ainda conforme o Evangelho? É aquela fé num Deus que existe fora da gente, um Deus que tá por aí invisível aos olhos, mas a gente o concebe assim nas estrelas, nas galáxias, habitando muito alto, mas um lugar, um lugar ainda, é um Deus ‘lugarizado’, é um Deus que a gente não vê porque tá muito acima, mas deve habitar algum lugar, e aí geralmente essa percepção de Deus, essa crença em Deus desse modo faz com que o indivíduo recorra à ele naquela expectativa de quem diz assim: Olha, Mem imanta, que na linguagem cristã é: Me abençoa. Significando dizer que se Deus simpatizar os jejuns que ele faça ou com a seqüencia de penitência que ele cumpra, ou com as promessas de renúncia que ele venha a fazer, ou com uma semana devoção que ele entregue à Deus.alguma coisa que enfim ele barganhe com Deus num negócio olha,eu to precisando de Ti,me ajuda, eu vou fazer isso mas por favor me dá uma força, me abençoa a mim não ao meu vizinho, eu to precisando ganhar esse lugar no meu trabalho! Aí ele pede a Deus que ele cometa uma contravenção né! Que faça o sujeito que ocupa lá o lugar que ele almeja adoecer, ou pisar na bola, ou se divorciar e perder a cabeça e passar a render menos no trabalho, e ele vai herdar aquele lugar ali com uma alegria enorme de que foi Deus que deu aquilo pra ele, e assim ele segue, e assim ele vai, e a maioria das pessoas que dizem crer em Deus tem essa fé em Deus, num Deus objético, fora delas que serve que é útil pra dar uma força, é esse Deus que a gente diz assim: Me Deus! Sem o poder nessa eu não vou. É o Deus que chega pra dar uma força, pra abençoar o cara, imantá-lo de maneira mágica pra ele seguir o seu caminho de vitória. Agora existe uma outra crença ainda, também relacionada à pessoa de Deus, e que crença é essa? É daquele indivíduo que acredita de fato no poder das barganhas com Deus, e hoje em dia nós estamos cercados por essa coisa toda aonde quer que a gente vá, isso ficou tão forte, ficou tão grande que a gente nem mais concebe a vida de modo diferente, a única maneira que as pessoas tem de entender e relação com Deus é desse modo, e é aí que surgem igrejas e igrejas,lugares e lugares que oferecem as pessoas uma determinada mecânica espiritual, e se você crer na mecânica em si, supostamente ao final, no prazo ao qual aquele mecanismo inteiro foi vivido de ponta a ponta, o resultado almejado será obtido. Então se está falando nesse caso de um Deus que obedece a uma determinada mecânica, se você cumprir aquele processo, viver aquele rito, entrar naquela campanha, der dinheiro pra aquela causa, se ele colocar os recursos dele naquela coisa, se ele cumprir tudo quanto ali foi apresentado como sendo a mecânica que vai acionar o poder de Deus ele vai conseguir as coisas que ele pretende, e como eu disse iniciando essa minha fala, até um ateu determinado vai conseguir o que ele quiser na maioria das vezes, ele não vai ter poder pra curar a si mesmo, não vai ter poder pra pacificar algumas coisas na vida dele, no coração dele, mas pra alcançar objetivos externos, meu Deus, determinação, coragem, trabalho e obstinação produzem resultados extraordinários. Então você põe o indivíduo ali três meses naquele lugar indo todos os dias, fazendo parte daquela corrente, economizando aquele dinheiro sofrido pra colocar ali, pegando todos os amuletos que o lugar oferece e fazendo daquilo ali a sua própria comida, ruminando aquilo: Eu vou conseguir, eu vou conseguir! Meu Deus! Aquela concentração mental em si naquele objetivo pretendido já em si algo que carrega um poder enorme, porque as pessoas esquecem, e como eu disse no início a própria vida já tem de maneira instintual uma determinada fé latente que está presente. A gente subestima o poder das determinações pessoais humanas, a gente se esquece de que alguns dos homens mais perversos da história humana construíram impérios incríveis, produziram coisas que estão presentes na história até hoje e que venceram os milênios e eles não estavam alimentados por nenhuma fé conforme o Evangelho, eles estavam realizando aquilo por pura obstinação, por determinação, por vontade e pela crença de que eles conseguiriam fazer aquilo pra qualquer que fosse a divindade ou até em homenagem ao seu próprio ego, e nesse caso serve como divindade também, voltando, portanto a esses que estão num lugar que as vezes é até chamado cristão, vivendo essas correntes todas e que depois dizem: Ah eu consegui dois carros, eu consegui uma empresa, eu consegui isso e aquilo, eu tenho uma notícia e dar a você, e consegue mesmo,pode conseguir como na almway ou na herbalifetambém ou num monte de outros lugares onde te condicionam pra trabalhar,pra trabalhar, pra trabalhar num esquema piramidal e o cara fica obcecado,eu vou conseguir, eu vou conseguir, eu vou chegar,o meu objetivo agora é nesse mês eu conseguir mais trinta,e vou conseguir sessenta, e vou conseguir noventa, vai conseguir meu amigo! Tem muita gente que não consegue porque é preguiçosa, um bocado de ateu valente conseguiu um monte de coisas mais e daí!? E daí! A minha pergunta é: E daí?! A pergunta que eu quero te fazer é: E daí?! O que Jesus disse que o homem pode ganhar o mundo inteiro, quando Ele disse que o homem pode ganhar o mundo inteiro, Ele estava dizendo que o homem pode ganhar o mundo inteiro, você entendeu? Não é preciso ter nada especial não, o homem pode ganhar o mundo inteiro cara! Você entendeu o que Jesus disse? Jesus não esvaziou o poder do homem,ao contrário Ele disse tem um poder extraordinário no homem que pode ser malévolo e perigoso, Ele só perguntou: O que adianta? E daí? Ganhar o mundo inteiro e perder a alma! Aí você diz o seguinte: Poxa, mas como é que alguém pode perder a alma estando assim tão atolado em Deus o tempo todo? Com tanta religiosidade, indo sopra lugares onde se fala só em Deus e em Jesus, cumprindo aquele monte de ritos, fazendo aquilo tudo e perder a alma? É exatamente isso, perder a alma. Não fique assustado comigo, eu tô aqui com uma boa notícia a lhe dar, mas pode perder a alma! Sabe como? É por que todas essas manifestações de fé são pra fora, todas elas são pra fora, elas tem a ver com conquistas terrenas, elas tem a ver com aquisição de bens, elas tem a ver com construções, oh pedras e pirâmides! Ela tem a ver com uma empresa que o cara quer ter na mão, elas têm a ver com empreendimentos, elas tem a ver com um amor a ser conquistado, elas tem sempre a ver com um objeto a ser adquirido, elas são sempre do lado de fora, até o deus dessa fé é externo ao indivíduo, é um deus que se você quiser ser honesto você vai ver que toda vez que você mesmo pensa em Deus você pensa em alguém que está fora de você e em cima, muito, muito, muito em cima, esse Deus que está fora de você e acima, e que você supõe que está atrelado a alguma mecânica espiritual se você cumprir aqueles ritos ele vai favorecer você, esse “deus” entre aspas e que muito mais um foco mental, é muito mais um foco de determinação aonde você diz assim: Eu estou aliado a ele, e ele está aliado a mim porque a gente fez um pacto e eu cumpri a corrente da fé e agora Deus está obrigado a me abençoar e ele chega e diz assim: Deus está obrigado a me abençoar! E tem aqueles que dizem: Eu determino que o Senhor vá me abençoar, isso tudo realiza coisas sopro lado de fora, não realiza nada pra dentro, nada, a alma continua intacta, e mesmo aqueles que confessam o nome de Jesus e que recebem o batismo ou isto e aquilo ainda estão fazendo coisas pro lado de fora, porque eles não querem se perder como os outros, o melhor resultado dessa fé sabe qual é? É gerar o cara que se jacta de ser salvo num mundo de perdidos, então ele diz: Agora eu creio em Deus, eu recebi o batismo, eu sou salvo e os outros são os perdidos, mas a alma dele não foi afetada até porque essa salvação da alma que foi oferecida a ele é uma coisa que apenas aparece que se bota uma marca, uma etiqueta na alma dele escrito “salvo” e larga a alma miserável dentro dele com angústias, aflições, perturbações, ansiedades, medos, inquietações, invejas, ciúmes horrorosos, vontade imensa de competir, o próximo é o inimigo, ele dentro dele ele continua cheio de tudo o que é ruim, tudo o que é rapina, ele é capaz ainda de desejar o mal, ou de amaldiçoar, ou de usar a própria fé contra o próximo dizendo: Deus vai me vingar! Deus vai me vingar! Tenho fé em Jesus que Ele vai me vingar! Isso é uma macumba, e se você quiser chamar chame de ‘boacumba’, mas é horrível! A genuína fé é aquela que gera confiança, é aquela que de fato crê no amor de Deus por nós, é aquela que sabe de todo coração que nada pode nos separar do amor de Deus, que nem vida e nem morte, nem coisas do presente, nem coisas do porvir, nem altura, nem profundidade, nem qualquer criatura sejam elas humanas, demoníacas ou de qualquer outra natureza, nada pode de fato nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, quando essa fé se instala na gente ela se instala quando você tem um discernimento simples, sabe que discernimento é esse? É de fato quem ama nessa vida não sou eu quem ama é Deus. Não sou eu quem tomo iniciativa em relação à Deus, Deus é quem tomou em relação a mim, foi Deus quem amou o mundo de tal maneira que deu o Seu Filho, tudo provém de Deus, Deus é o maior interessado em mim, e a resposta dessa fé é a entrega do ser. Querer carros e casas e bens, Jesus disse que quem busca primeiro o reino, as coisas essenciais à vida são acrescentadas e Ele mesmo conforme a bondade dEle há de fazer por nós conforme o que seja necessário,mas a fé genuína gera uma entrega do ser,porque o indivíduo tem que experimentar salvação pra alma, e salvação pra alma não é fazer parte de uma estatística religiosa jactante de “salvos” que olham pro mundo e dizem: Estão todos perdidos enquanto ele na sua jactância vive um inferno no coração. Essa fé produz paz, paz com Deus por meio de nosso senhor Jesus Cristo, serena o coração, dá segurança pra alma, pra mente, ensina o indivíduo a viver, começa a produzir dentro de você frutos de vida, não é apenas alguma coisa que estoca você pra eternidade e dá a você uma espada deliberante em nome de Deus para conquistar o mundo. Não. Ela ensina o caminho da vida, ela coloca dentro de você uma vereda limpa e plana, ela apazigua a sua alma com Deus e com você mesmo, e ela dá um olhar diferente pra você, começa a fazer a você olhar pra vida com misericórdia, com amor, com graça, com bondade, o que vai serenando seu coração, cessam as guerras interiores, cessam os medos, não tem mais barganhas com Deus, você agora sabe que Deus é seu Pai, você confia você tem uma relação segura com ele, estável em Jesus, e você sabe que se Deus é por você quem pode ser contra você? E essa fé ela não olha pra Deus como alguém distante, longe acima da cabeça, ela sabe que Deus habita o coração, porque os céus dos céus não podem contê-lo, mas ele habita como quebrantado e contrito de coração, então quando eu falo com Deus eu não grito desesperado pra cima das estrelas, sussurro pra dentro, e me habita, mora em mim, eu confio nEle, Jesus disse que aquele que cresse nEle Ele viria para essa pessoa com o Pai, e Ele e o Pai fariam nEle morada, e eu creio que me tornei morada de Deus, isso me dá paz, essa é a fé que vence o mundo, com essa fé vem todas as demais coisas,mas com as outras expressões de fé que nem de fé deveriam ser chamadas mas apenas de crença não vem essa paz que excede a todo entendimento. Por isso se você colocar todo o seu coração na fé genuína conforme o Evangelho as demais coisas se seguirão, mas se você optar por qualquer outras daquelas manifestações de fé que são apenas crença você pode até conseguir os resultados almejados, mas o coração continuará não pacificado e a alma continuará angustiada, aflita e perdida em você. Eu quero de todo o coração que o Espírito Santo ilumine você pra entender o que eu falei. Eu espero que você tenha entendido, e eu espero que você pegue o Evangelho e comece a lê-lo, pegue o Evangelho e leia o Evangelho, vá lendo, deixe a palavra de Deus entrar em você, fomentando em você esse amor de Deus e solidificando confiança em sua alma pra você experimentar o benefício, com esse benefício todas as coisas virão atrás, assim é bom, assim é de Deus, assim você ganha a alma e usufrui a vida, essa é a promessa de Jesus!

 

 

Transcrição da mensagem “A GENUÍNA FÉ” do Caio Fábio no canal NO CAMINHO, por Alex Navarro. Estação Campo Grande/RJ.

Anúncios

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: