A copa do mundo de 2014 deveria ser no Haiti


A copa do mundo deveria ser realizada preferencialmente nos lugares mais pobres da terra. Se a humanidade fosse levada a sério mesmo, não haveria esta absurda desigualdade social em praticamente o mundo todo, basta comparar as regiões de um estado, de um país ou ainda de uma nação com outra. Verificar as estatísticas de institutos críveis e a verdade vem à tona: Comunidades desprovidas de coisas básicas como habitação, educação, saúde, segurança. Infelizmente as catástrofes provam e evidenciam o despreparo geral dos poderes, estes que recolhem nossos impostos a cada segundo e que tem o dever de assistir os vitimados com a máxima urgência, a fim de proporcionar o mínimo de assistência. Se os direitos dos cidadãos estabelecidos na Constituição não é Lei para quem é lei, fica claro o jogo de interesses e a corrupção.

Tenho acompanhado sistematicamente todos os meios de comunicação, dado atenção aos noticiários e as crônicas dos grandes colunistas e apresentadores dos melhores canais. Incomoda saber das centenas de pessoas surpreendidas e arrastadas pelas fortes chuvas no Rio, dos milhares outros desabrigados, os quais convivem com a perturbação de não ter um endereço fixo e ainda lidar com o sentimento de desamparo total. O governo vai, quando vai, em direção destes teus filhos no compasso da tartaruga em companhia de bicho preguiça em vias opostas, enquanto a necessidade agrava a velocidade da luz.

Entretanto, a cidade do samba atingida por um incêndio no começo deste mês, já recebeu os seus milhões do governo, vão desfilar e chorar de alegria pela perda de seu artefato-fantasia, mas já com promessa de restituição imediata de tudo e um pouco mais. Sei que famílias ganham seu sustento daí, mas o verdadeiro lucro vão para outros bolsos da oficialidade. É a maior festa da terra, concordo e concordamos todos. Mas por quê tanto investimento e excelência na festa do carnaval e uma tímida preocupação com as políticas sociais? Por quê tanta eficiência na resposta aos carnavalescos? É CARNAVAL, esqueceu? Não se trata de um cala boca na sociedade? De um punhado de algodão nos ouvidos e um anestésico para a consciência coletiva? E ainda temos que ouvir: “Bateria nota 10”.

A copa de 2014 é nossa, isso significa que bilhões de dólares serão investidos em todo país. Num período curto de 4 anos, devemos experimentar mudanças reais nas estruturas, novas e melhores estradas, aeroportos modernos e aconchegantes, meios de transportes de alta tecnologia, rede hoteleira em expansão, estádios de primeiro mundo, para o mundo não ter dúvidas da capacidade e destreza de nossos políticos. Sim, a FIFA e a CBF Ricardo Teixeira, vão conseguir o triplo da grana e colocarão de pé todos os tijolos que forem necessários para a realização da copa. Se você levantar alguma suspeição, deve ser por ingenuidade.

Esteja certo que para as Olimpíadas, Rio 2016, estaremos muito melhores. O exercício conduz a perfeição, a pratica sucessiva aperfeiçoa a malandragem. Mais grana vai chover em nossa horta, e provavelmente até o Trem-Bala deverá estar no processo final, ligando as cidades de Rio de Janeiro, São Paulo e Campinas. A um provável custo de 14 bilhões a 30 bilhões de reais. Mais uma vez as nações terão seus olhos voltados para o país do carnaval, falcatruas e deslizamentos de terras com milhares de mortos.

O critério para escolher um país deveria ser a pobreza. O Haiti continua em ruínas um ano depois da terrível tragédia provocada por um terremoto, o qual deixou milhares de mortos. A situação ainda é de abandono e descaso por aqueles que se comprometeram em fazer doações, apenas uma pequena quantia chegou de fato. O cenário é este: Montanhas de lixo pelas ruas, milhares vivem em barracas, a taxa de desemprego chega a 80%, epidemia de cólera, instabilidade política, denuncia de fraudes. Haitianos estão cruzando fronteiras em busca de melhores condições de vida e ameaçam os países vizinhos. Se de fato a humanidade fosse respeitada e não tratada como mero produto mercadológico como sempre foi, teríamos uma mobilização pirâmide abaixo. As pessoas devem ser usadas e o Dinheiro amado e nunca o contrário, é assim que mantemos as castas em seu devido lugar.

A meu ver a Copa do mundo de 2014 e a Olimpíadas de 2016, ao invés de ser realizado no Brasil, bem que poderia ser no Haiti. Em pouco tempo teríamos uma nação erguida das cinzas e uma referência pioneira mundial de políticas sociais, de interesse primordial pelo ser humano, seria uma revolução contra Mâmom, vitória contra a miséria e o preconceito. Detalhe: O Diabo não arromba sua própria casa, não faz gol contra aos 48 do segundo tempo, ou seja, nenhum recurso substancial desce do topo da montanha, pelo contrário, depois de séculos de acumulo e expropriação, os príncipes viciados não suportam a idéia de viver sem o brilho de suas malditas luxúrias. Só conheço uma clínica para tratar destes surtados dependentes: “Vende tudo o que tens, reparte o dinheiro entre os pobres”.

De onde sairiam os recursos para bancar insanidade do bem? Afinal, alguém têm a escritura assinada e concedida pelo Criador, comprovando a posse da terra, a um povo especifico, ainda com poderes absolutos a fim de subjugar, explorar, e eliminar quem quer que seja? Não lembro de ver na história nenhum documento autenticando uma nação com tais poderes. Nem gregos, nem romanos. O mundo pertence a todos, tudo não passa de concessão por apenas algumas décadas e depois ouvimos o inegável e insuportável: “Volte ao pó Excelência”.

Deveria se reunir as principais organizações humanitárias, e partir com toda força pra cima da dor e do desespero humano, onde quer que ele se encontre. Nessa hora vale todas as cores e credos, Cruz Vermelha, Vaticano, Nações Árabes, o poder máximo do futebol, a FIFA, Líderes Mundiais, Magnatas do Petróleo, Barões da Comunicação, Empresas Privadas, Famílias Bilionárias, Astros de Hollywood, o próspero mundo da Fórmula 1, FMI, Os Bancos Suíços detentores do dinheiro sujo do mundo, Senhores dos Palácios, Donos de Minas de Diamante,  a Realeza, Monarquia, O Clube de Bilderberg, os 150 Homens mais ricos do mundo. Todos os recursos estão disponíveis e sobejam.

Solidariedade ou Competição?

Aí sim, faz sentido o Carnaval,

Faz sentido o Futebol,

Faz sentido a Olimpíadas,

É claro, no Haiti.

Tião Camillo

Anúncios

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: